Central de Marcação: (21) 2493-8561

Astigmatismo: veja como a doença pode afetar sua visão noturna

ee-700x467-1

O astigmatismo é um erro refrativo que pode impactar na sua capacidade de enxergar tanto de perto, quanto de longe. Outra característica comum em quem sofre com esse problema ocular é a baixa qualidade da visão noturna. Riscos nos faróis do carro, halos em torno dos postes de luz, são alguns dos sintomas proporcionadas pela doença. Neste artigo, você entenderá o motivo pelo qual isso acontece e o seu devido tratamento.

O que é o Astigmatismo?

Essa complicação ocular acomete um número alto da população mundial! A causa encontra-se no formato irregular da córnea do paciente, provocando o erro refrativo capaz de distorcer a luz que chega aos olhos.

Em locais com baixa luminosidade, uma visão normal é capaz de enxergar apenas um ponto de luz em seu perfeito estado, sem alterações ou riscos. Observe na imagem abaixo, como deformação causada pelo astigmatismo permite observar múltiplos pontos focais ao direcionar a visão aos pontos de luz.

Por que a visão noturna é afetada?

Apesar do astigmatismo diminuir a capacidade de focar imagens em qualquer hora do dia, durante a noite o problema é maior pois os pontos luminosos dos faróis, lâmpadas, semáforos e etc., sofrem distorções pelo erro refrativo, levando à um desconforto maior.

Quais os sintomas?

Não é somente o astigmatismo que provocar alterações na visão noturna. Outros problemas oculares como miopia, catarata, glaucoma e ceratocone também são capazes de impactar a qualidade da visão em ambientes com pouca luz. Porém, ao surgirem os sintomas abaixo, procure o quanto antes o seu oftalmologista para ter uma análise completa da saúde dos seus olhos.

– Os objetos com fonte de luminosas podem parecer borrados ou confusos
– As luzes podem ter halos em sua volta
– Os pontos de luz podem ter mais brilho que o normal
– O estrabismo se intensifica para ver com mais nitidez

Qual o tratamento?

Somente o médico oftalmologista poderá te indicar o melhor tratamento para sua situação! Por isso, realizar o exame visual de rotina, é indispensável para manter a saúde ocular em dia.

Dentre os possíveis tratamentos, o oftalmologista poderá indicar óculos de correção ou lentes de contato, cirurgias refrativas, implantes de anéis estromais (anel de Ferrara) e etc.

Lembre-se, se acostumar com o astigmatismo pode colocar sua segurança em risco ao realizar atividades em ambientes escuros ou até mesmo dirigir. Sendo assim, ao apresentar os sintomas, procure seu médico especialista!

voltar

Contatos

contato@oftalmocitta.com.br
(21) 2493-8561

Endereço

Estamos atendendo em novo endereço!

Shopping Città America
Av. das Américas, 700 – Bloco 08 – Salas 101 A e 105 A
Barra da Tijuca – RJ

Ver no Google Maps

Horário de funcionamento

Atendemos de segunda a sexta, das 8h às 19h
e sábado das 8h às 13h

© 2022 Centro Oftalmológico Città – Todos os direitos reservados

Gostou? Compartilhe nas redes sociais:

Você também pode gostar:

Resultado de Exames

Prof. Dr. Gustavo Novais

Córnea & Refrativa

Director of communications PanCornea Society (2015-2016).

Diretor de cursos da Sociedade Brasileira de Oftalmologia (2015-2016).

Doutor em Oftalmologia pela Universidade Federal de São Paulo/ Escola Paulista de Medicina (Unifesp/EPM).

Chefe do setor de córnea da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNI-RIO).

Formado em Medicina pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNI-RIO).

Residência médica em Oftalmologia no Hospital Municipal da Piedade/RJ.

Fellowship em córnea e doenças externas – McGill University, Montreal/Canadá.

Fellowship em córnea e doenças externas – Hospital Oftalmológico de Sorocaba/SP.

Observership em córnea e doenças externas – Massachusetts Eye and Ear Infirmary- Harvard- Boston/EUA.

Observership em córnea e doenças externas – Bascom Palmer Eye Institute – Miami/EUA.

Prof. Dr. Eduardo Novais

Retina Cirúrgica/Clínica & Mácula

• Pós-doutorado pelo New England Eye Center at Tufts School of Medicine, Boston/Estados Unidos.

• Doutorado em Oftalmologia (Universidade Federal de São Paulo / Escola Paulista de Medicina – UNIFESP/EPM).

• Especialista em retina cirúrgica e clínica (UNIFESP/EPM).

• Oftalmologista formado pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) e pelo International Council of Ophthalmology (ICO).

• Fellowship no The Henry C. Witelson Ocular Pathology Laboratory – McGill University, Montreal/Canadá.

• Membro da equipe de pesquisa clínica em Oftalmologia da Unifesp/EPM, liderada pelo Prof. Dr. Rubens Belfort Jr. e Profa. Dra. Cristina Muccioli.

• Membro da Academia Brasileira de Oftalmologia (ABO).
Membro do programa “Jovens lideranças médicas” da Academia Nacional de Medicina.

• Membro Titular da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo.