Blog

Glaucoma: uma ameaça silenciosa para os nossos olhos

O glaucoma é uma doença que afeta o nervo óptico e é uma das maiores causas de cegueira no mundo. O aumento na pressão intraocular é uma das causas mais comuns dessa doença, causando perda de fibras nervosas e comprometendo o fluxo de informações visuais para o cérebro.

No glaucoma de ângulo fechado (agudo) a saída do humor aquoso é subitamente bloqueada, provocando aumento rápido da pressão intraocular, acompanhada de dor e visualização halos luminosos. Esses casos são considerados emergências médicas, e devem ser tratados o quanto antes.

O glaucoma de ângulo aberto (crônico) é provoca por um aumento prolongado na pressão ocular. Com o passar do tempo a pressão elevada causa um dano permanente no nervo óptico, causando perda do campo visual. Esse é o tipo mais comum de glaucoma e tende a ser hereditário, mas sua causa é desconhecida.

Existe também o glaucoma de pressão normal, no qual o paciente apresenta perda de fibra nervosas e constrição do campo visual progressivamente, porém apresenta níveis de pressão intraocular normais.

O glaucoma congênito é aquele em que a criança já nasce com a doença. É causado por desenvolvimento incompleto das vias de drenagens do humor aquoso.
Por último, o glaucoma secundário é aquele causado pelo uso de medicamentos, como corticosteroides. Alguns exemplos comuns desse tipo de glaucoma é o uso sem acompanhamento ou prescrição médica de colírios que contenham corticóide em sua composição. Usuários de sprays nasais que contenham essa substância também podem apresentar aumento da pressão intraocular.

O glaucoma pode não causar sintomas nas fases iniciais e é muito comum que o paciente não perceba essa perda de campo visual até fases avançadas, quando apresenta a visão tubular (apenas a parte central da imagem é mantida). Se o paciente não for tratado, a visão central também vai sendo comprometida, até que o paciente perca totalmente a visão.

O tratamento do glaucoma se dá combatendo a pressão intraocular. O mais comum é a indicação de medicamentos, em geral, colírios. Caso os níveis de pressão não atinjam valores adequados, o paciente pode ser submetido à um procedimento a laser (trabeculoplastia) ou à um procedimento cirúrgico (trabeculectomia ou implante de tubo – Válvulas de Ahmed).

A perda visual causada pelo glaucoma é irreversível, mas pode ser prevenida se diagnosticada e tratada precocemente. Como o desenvolvimento da doença muitas vezes é assintomático, é de extrema importância manter uma rotina de consultas a um oftalmologista, principalmente por pessoas em idade avançada ou que tenham histórico familiar da doença.

 Gostou deste conteúdo? Avalie nosso site, sua opinião é muito importante para nós! https://goo.gl/uQJw9L



voltar